Avançar para o conteúdo principal

Sabonete Vegetal de Côco - Antifungico - Tutorial

Pronto para cortar e secar:




COMO FAZER: 

Aquecer em banho - Maria,  o óleo de côco:


Pesar o óleo de côco:


Acrescentar o óleo Rícino e medir a temperatura:


Pesar as claras  de ovo congeladas:


Dissolver a soda caustica em 239 gr de água fria e adicionar 166 grs de Clara de ovo (41%).



Bater tudo junto os Óleos côco e Rícino com a misturas da soda caustica e das claras de ovo congeladas.


No traço juntei:
 20 gr Òleo essencial de Tea Tree (Melaleuca) + Basilico
10 grs Óleo essencial ouro de Alecrim + Tomilho
Bater novamente:


Coloquei na forma por 12 horas e cortar.
Deixar secar por 1 mês.



Notas:

Os Óleos essenciais puros:

Tee Tree - Antibiótico, antiviral, balsâmico, bactericida,cicatrizante, revigorante,
 expectorante, fungicida, insecticida, estimulante e sudorífero.
Muito eficaz no tratamento de micoses de unha, aftas, dor de dente, dor de ouvido, 
candidíase, psoríase, frieiras, calos, furúnculos, herpes (labial, genital) e no tratamento de acne.

Basilico - Alivia caimbras e combate cansaço

Tomilho - É um poderoso  antisséptico, anti-infeccioso e anti-microbial de largo espectro.

Alecrim – É antisséptico, adstringente e antioxidante. Alivia dores reumáticas e musculares, estimula a circulação.

Clara de ovo na pele tem propriedades de grande hidratação, limpeza e de
grande poder cicatrizante e efeito tensor que ajuda a deixar a pele mais lisa e menos flácida.
A clara também tem grandes concentrações de vitaminas A e E,
assim como do zinco e selênio que têm propriedades antioxidantes.
 Isso ajuda a prevenir o envelhecimento precoce da pele.

( Congelada ajuda a manter as suas propriedades no sabonete, em estado natural o próprio aquecimento do NaOH,  ía cozinhar as clara do ovo e perder toda a sua propriedade.)

Quem experimenta, gosta !!

Comentários

Mais vista:

Tutorial como fazer capa de livro

Resultado:

1º - Cortar o pano no tamanho do livro, deixando margens com cerca de 2 cm no cimo e em baixo, para meter a capa dentro, deixar cerca de 5 cm, de cada lado.
Começar por fazer, uma beira a todo o lado com cerca de 1 cm, (na foto abaixo, já tem a beira a toda a volta):


2º -No ponto (1º e 2º) do cimo e de baixo, virar para dentro até ás extremidades do livro, vai ficar no interior, costurado no próprio tecido, só no fim de costurado virar os pontos (3º e 4º) dos lado para dentro e só cozer ao cimo e em baixo.  Conforme fotografias:






3º Conforme a 1ª foto, enfia-se a aba do livro, levanta-se as folhas todas do livro na vertical  e vira-se a outra aba, conforme o restante pano de sobra, marca-se com um alfinete. Costurar conforme se procedeu na outra aba.


4º Enfiar ambas as abas no livro e ver, se está na medida, arrematar as linhas.
5º Retirar a capa do livro para cozer o botão , fazer o cordão de croché e bordar.

Esquema do bordado:



Esquema do segundo bordado:




Esquema da cruz…

DOCE DE DIOSPIRO

Que fazer com tantos dióspiros ou caquis? Solução: fiz doce

Ingredientes:

1 kg de diospiros
1 kg açucar
1 pau de canela

Preparação:

Lavei os diospiros e com uma faca retirei as peles e os pés.
Verti numa taça a polpa e triturei com a varinha mágica até ficar delido. Em seguida, coloquei o pau de canela e o açucar num tacho com 1 dl de água, levei ao lume até fazer ponto médio. Verti o dióspiro, na panela, mexi sempre até ficar mais espesso o doce. Verti em frascos esterilizados; como esterilizar frascos? Clicar Aqui Ficou uma delícia!

Pão Doce (Receita Original – Do norte de Portugal)

1 kg farinha 12 ovos = 11 gemas + 1 ovo inteiro 150 gr manteiga 100 g fermento de padeiro 250 dl. De água 300 gr açúcar Pau de canela q.b. Casca de limão q.b. Casca de laranja q.b. Banha de porco (1 colher de sopa) Vinho do porto e sal q.b.
Ferve-se a agua ( um pouquinho acima da medida para ficar com o aroma das cascas) com o pau de canela, casca de limão e casca de laranja, depois de estar bem cozido, retira-se do lume, mete-se a medida certa para outro tacho (Só a agua).  Em seguida adiciona-se o sal, o açúcar, a banha, o vinho do porto e um pouco de sumo de laranja e a manteiga, deixar ferver até derreter as gorduras. Apaga-se o lume e reserva-se a calda.



Amassa-se o fermento num pouco de farinha e deixa-se levedar, enquanto isso batem-se os ovos, mais ou menos 20 minutos (até ficar o dobro e quase brancas).


Amassa-se a restante farinha com o fermento, junta-se a calda morna e amassa-se bem, por fim junta-se os ovos e amassa-se até a massa ficar macia e não colar aos dedos (se fo…